Cada vez mais se mostra verdadeira a declaração de Brian Burke, vice presidente de pesquisas do Gartner Group, afirmando que em 2012, 20% das 2000 maiores empresas no mundo lançariam uma aplicação gameficada, pois, hoje, algumas grandes empresas já desenvolveram projetos de games junto à Aennova, dentre elas a Festo – empresa líder mundial em Automação Industrial de origem alemã, a Siemens – empresa líder com cerca de 70% do mercado nacional no segmento de telecom e a BASF – empresa química líder mundial.

Os games desenvolvidos para as empresas citadas foram muito bem recebidos e avaliados pelos seus gestores e colaboradores, o que comprova a eficácia e o sucesso do edutainement (educação + entretenimento) na vida corporativa, como afirma Luciana Costa, do RH da Siemens, “o conceito de edutainment pode ser visto como uma estratégia altamente coerente e eficaz, uma vez que motiva a curiosidade natural dos participantes através de approach leve de que é possível aprender brincando. No jogo estão presentes a imprevisibilidade, a incerteza e a sorte, que provocam o envolvimento emocional dos jogadores”.

O jogo desenvolvido para a Siemens, o social game 4 learning Green City, teve ótima receptividade, sendo uma iniciativa elogiada por todos a qual terá continuidade e, sobre seu processo de criação, Luciana afirma: “o desenvolvimento do social game 4 learning com a Aennova foi um processo leve e inovador. Para que conseguíssemos atingir os objetivos dimensionados para o Game, realizamos uma série de reuniões preparatórias, a fim de contextualizar os envolvidos com relação à estratégia de gameficação”.

Para a Festo, para a qual foi desenvolvido o game Bee Festo, a ideia da utilização do game para disseminação dos valores da companhia visava propiciar experiências marcantes, mudanças positivas de comportamento, além de facilitar a incorporação desses importantes conceitos, fundamentais para o engajamento de todos na empresa. Deise Guelere, coordenadora de desenvolvimento do RH da Festo, afirma: “acredito na utilização de serious games, pois sem dúvida nenhuma, cada vez mais trabalhamos com um ambiente virtual e dinâmico e aliar novas maneiras de aprendizado, dentro deste conceito, faz todo o sentido em minha opinião.”

Sobre o processo de desenvolvimento do Bee Festo, Deise afirma que foi intenso e constante, porém facilitado pela parceria estabelecida com a Aennova: “como cliente, posso afirmar que houve uma parceria muito produtiva e feliz. Fomos atendidos, sempre, com muita prontidão e eficiência, desde o Coordenador do Projeto até toda equipe de suporte. Sem dúvida nenhuma os recomendo para o mercado, como inclusive já o fiz”.

E com relação à BASF, para a qual foi desenvolvido o game O Telhar, Renata Rossin, analista de marketing da empresa, afirma que a ideia de criar um game para facilitar a transferência de conhecimento para toda a equipe de colaboradores de sua cliente O Telhar não teve nenhuma resistência por ser inovadora; muito pelo contrário. “Tivemos todo o apoio do cliente que quis inovar”, diz.

O desenvolvimento do game, segundo Renata, foi ótimo, pois houve todo o suporte da Aennova no desenvolvimento do projeto e em sua gestão: “tivemos uma excelente gerente de projeto que nos ajudou em todos os pontos que precisávamos. Como nosso cliente ainda não havia desenvolvido nada parecido e, no mercado agro ainda é muito diferente a ideia, tivemos um grande embasamento teórico e também suportando a ideia junto ao cliente. A Aennova visitou o cliente junto conosco para entender suas necessidades e transportá-las ao projeto de forma exemplar; ótima parceira, sempre pronta a ajudar e que entende a necessidade do cliente”.

Renata ainda afirma que a aplicação de serious games ou social games 4 learning é ótima por ser diversificada em diversos objetivos: “é uma proposta interessante e que podemos adaptar para diferentes estratégias de aprendizado online”, conta.

por Júnia Chaves (Assessoria de Imprensa Aennova)